PARANAGUÁ | OAB-PR pede solução para nigerianos detidos em navio

A OAB do Paraná pediu uma solução rápida para os nove nigerianos clandestinos que estão a bordo de um navio que iria atracar em Paranaguá para carregar soja. O navio mercante Yasa Kaptan Erbil, de bandeira turca, está [fundeado] entre a Ilha do Mel e a Ilha das Cobras e proibido de atracar pela Polícia Federal.

O advogado Dálio Zippin Filho, da Comissão de Direitos Humanos da OAB, fez uma visita aos nigerianos e constatou que eles estão vivendo em condições subumanas, presos pela [tripulação] em algumas salas sem ventilação e sem banheiro.

A OAB pede que a Polícia Federal permita o desembarque temporário dos clandestinos, até que a empresa mercante providencie o retorno deles à Nigéria. “Neste período, a companhia pagaria as despesas dos nigerianos, até que eles fossem levados de volta”, disse Dálio Zippin.

Fonte: http://jornale.com.br/portal/parana/54-01-parana/19556-oab-pede-solucao-para-nigerianos-presos-em-navio.html

Os nigerianos têm de ser repatriados. Deve haver uma solução que não seja aumentar o sofrimento dos clandestinos e da tripulação.

Anúncios

Tags:, , , , , ,

About Alexandre da Rocha

Nasci carioca, nasci guanabarino. Desconfio que nasci marinho. Cheguei a deixar do mar, sim... Mas cadê que o mar deixou de mim? Vim morar

3 responses to “PARANAGUÁ | OAB-PR pede solução para nigerianos detidos em navio”

  1. CILMARA GALDINO DA SILVA says :

    AQUI NO BRASIL FUNCIONA ASSIM OS GRANDALHÃOS ENFICANDO A MAO NO DINHEIRO DO POVO E NOVE JOVENS LUTANDO PELA SOBREVIVENCIA TRATADOS COMO ANIMAIS E PIOR AINDA TORTURADO PSICOLOGICAMENTE PELA PERCA DE UM COMPANHEIRO ESCREVO ISTO COM LAGRIMAS TODOS SOMOS IGUAIS INDEPENDENTE DE COR RAÇA OU NAÇÃO INFELISMEMENTE OS FRACOS NAO TEM VEZ E TEM MAIS,NO CENTRO DE SAO PAULO O QUE VOCE MAIS ENCONTRA SAO COREANOS,BOLIVIANOS ETC.POR FAVOR FAÇAM ALGUMA COISA POR ESTES HOMENS FERIDOS DE GUERRA.

    • Alexandre da Rocha says :

      Cilmara, boa noite!

      Acredito que você gostará de ler isto:

      “Os nove nigerianos clandestinos que estavam presos em um navio de bandeira turca desembarcaram em Paranaguá, no litoral do Paraná, nesta sexta-feira (30), por volta do meio-dia. A Justiça Federal concedeu habeas corpus na quinta-feira (29) ao grupo e eles receberam autorização para deixar a embarcação. Também nesta sexta, eles foram ouvidos pela juíza Gabriela Hardt.”

      De

  2. CILMARA GALDINO DA SILVA says :

    FIQUEI MUITO FELIZ!OBRIGADO PELA RESPOSTA! (MARINGA CUSÍ! AMENE)DIALETO AFRICANO,QUE SIGNIFICA DEUS ABENÇOE.AMÉM.ABRAÇO.

%d blogueiros gostam disto: