AQUAVIA | Dia do Marinheiro lembra almirante Tamandaré

A Marinha do Brasil festeja, nesta segunda-feira, o Dia do Marinheiro e em o fazendo comemora uma data que orgulha, sobremodo, a cidade do Rio Grande que lhe ofereceu a figura de um bravo e dedicado marinheiro que, por seus méritos chegou ao posto de almirante-de-esquadra, tornando-se o patrono da nossa força naval.

Joaquim Marques Lisboa, filho do casal Francisco Marques e Eufrasia, nasceu no Rio Grande – casa localizada na atual rua Marechal Floriano esquina com Francisco Marques – em 13 de dezembro de 1807. Seu pai era capitão-mor da Barra do Rio Grande e justamente por isso o menino Joaquim, desde sua infância, aprendeu as coisas do mar. Foi incorporado a Marinha do Brasil, como voluntário, em 1823, destacado para servir na Fragata Niterói. Posteriormente, foi recomendado, em janeiro de 1824, para a condição de oficial, pelo capitão-de-fragata Taylor.

O almirante Tamandaré destacou-se na vida naval dirigindo a Armada na Guerra do Paraguai, na Cisplatina e em muitos outros eventos, sempre no sentido de manter a unidade nacional, garantido por seu trabalho e atos de heroísmo a presença, como único gaúcho entronizado no Panteão dos Heróis Nacionais, como nos ensina o professor Miguel Glaser Ramos.

A Marinha do Brasil comemora o seu dia e, nesta data, também marcante para todos nós conta com o carinho e admiração da comunidade rio-grandina que se mostra orgulhosa em contar com a presença de um Distrito Naval de tamanha importância, quer na sua posição estratégica para o Brasil, quer na sua intensa atividade em zelar pela vida marítima nos mares do Sul.

Fonte: Jornal Agora (RS)/ Moacir Rodrigues

 

Anúncios

Tags:

About Alexandre da Rocha

Nasci carioca, nasci guanabarino. Desconfio que nasci marinho. Cheguei a deixar do mar, sim... Mas cadê que o mar deixou de mim? Vim morar
%d blogueiros gostam disto: