NOVAS COMENTADAS | Reconstrução do Porto de Itajaí entra na reta final

A notícia

Patrícia Auth | JORNAL DE SANTA CATARINA
Depois dos prejuízos com as enchentes de 2008, sobram boas expectativas para o Porto de Itajaí, no Litoral Norte de Santa Catarina. Em setembro, será inaugurado oficialmente o segundo berço de atracação, e as obras do terceiro berço devem chegar ao fim. Com as melhorias estruturais, o complexo portuário espera dobrar a movimentação nos próximos anos.

O superintendente Antônio Ayres dos Santos acredita que, se continuar nesse ritmo, a meta será fechar 2010 com a movimentação de 900 mil TEUs.

— Depois do término das obras, esse número vai crescer bastante — disse Santos.

O segundo berço do Porto de Itajaí ficou bastante danificado com as enchentes de 2008. A reconstrução dos 272 metros de cais deveria ter sido concluída em seis meses, mas levou um ano e meio para terminar.

— Está praticamente concluído. Estamos apenas terminando o pavimento sobre o cais — relatou José Ricardo Ruschel, engenheiro e assessor especial do ministro Pedro Brito, da secretaria Especial dos Portos, que conferiu nesta sexta-feira o andamento do projeto.

O Terminal de Contêineres do Vale do Itajaí (Teconvi), empresa arrendatária do porto, fará no mês de setembro a instalação dos trilhos e do sistema elétrico para a implantação dos portêineres (guindastes sobre trilhos que percorrem o costado do navio).

— O segundo berço já pode ser utilizado para a armazenagem de contêineres, mas a atracação do primeiro navio só está prevista para o mês de outubro — antecipou Santos.

As obras do terceiro berço estão dentro do cronograma. Previsto para ficar pronto em setembro, deve ser entregue em outubro.

Com os três berços em operação, o Porto de Itajaí vai contar com mais de mil metros de cais. O espaço permitirá a atracação de até quatro embarcações ao mesmo tempo. De acordo com Santos, o governo federal empenhou R$ 300 milhões nas obras dos berços.

Investimentos

Outros investimentos estão previstos para o complexo portuário. A dragagem do canal de acesso vai ampliar o calado do Rio Itajaí-Açu de 11 para 14 metros, o que permitirá a entrada de navios com até 12 mil toneladas a mais de carga do que a capacidade atual. A previsão é de início das obras no final do ano.

Santos destacou ainda a necessidade da ampliação da bacia de evolução — área onde os navios manobram ao entrar no canal de acesso ao porto — de 400 metros para 450. Ainda não há previsão para o início dessa obra.

O comentário

  • Eu ainda tenho a foto da placa da obra de reconstrução, que prometia a entrega dos dois berços para agosto…de 2009!  19 meses para deixar um berço pronto… Fala sério!
  • Porto não tem calado, tem profundidade! Quem tem calado é navio, capite?
  • Para que navios de 5,6 mil TEUs ganhem um centímetro de calado, é preciso colocar cerca de 100 toneladas de carga a bordo. Assim, cada metro adicional de calado pode equivaler a 10 mil toneladas de carga. Portanto, se esses navios puderem ter 3 metros a mais de calado, poderão entrar no porto com até 30 mil toneladas de carga a mais — e não 12 mil.
Anúncios

Tags:,

About Alexandre da Rocha

Nasci carioca, nasci guanabarino. Desconfio que nasci marinho. Cheguei a deixar do mar, sim... Mas cadê que o mar deixou de mim? Vim morar

3 responses to “NOVAS COMENTADAS | Reconstrução do Porto de Itajaí entra na reta final”

  1. Renan Raul says :

    Bom dia Alexandre!

    Boa sua explicação sobre a tonelada por centímetro de imersão. E eu também falava sobre o calado do porto! Putz!

    Vi que a reportagem fala sobre instalação de portaineres… será que virão novos, ou os portaineres já existentes só vão correr até o berço dois?

    • Alexandre da Rocha says :

      Obrigado por aparecer por aqui de novo, Renan!

      Estou certo de que virão novos portêineres. Esta sempre foi a ideia do Teconvi: dois portêineres no berço 1 (antigo “zero”) e dois no berço 2 (antigo 1).

      De qualquer modo, vou perguntar ao Teconvi para saber mais.

%d blogueiros gostam disto: