2010: Ano do Marítimo

Poucas profissões são tão antigas e requerem, ainda hoje, tanto desprendimento no seu exercício quanto a do marítimo. Sem ele, a civilização que conhecemos hoje não se manteria. Na verdade, o mundo de hoje sequer teria chegado a surgir, se não houvesse os homens do mar. Entretanto, o papel do marítimo para a nossa vida é pouco conhecido, talvez porque se desempenhe longe dos olhos da grande maioria da humanidade.

Por isso mesmo, vejo com satisfação a iniciativa da Organização Marítima Internacional — IMO — de fazer de 2010 um ano devotado a estes profissionais. E ofereço aqui o princípio da minha colaboração ao esforço da “ONU do Mar”: a tradução da mensagem do Secretário-Geral da entidade, o almirante grego E. E. Mitropoulos:

A Organização Marítima Internacional (IMO) decidiu dedicar o próximo ano a vocês ao escolher, como tema do Dia Marítimo Mundial, “2010: Ano do Marítimo”.

Nossa intenção é prestar uma homenagem a vocês que fazem parte do um milhão e meio de marítimos do planeta — homens e mulheres de todas as partes do mundo — pela sua contribuição única, e muitas vezes negligenciada, para o bem-estar de todos nós. Vamos fazê-lo com profunda gratidão, em reconhecimento do serviço extraordinário que presta em  todos os dias da sua vida profissional, muitas vezes em circunstâncias perigosas, na distribuição, aos mais de 6,5 bilhões de pessoas do mundo, do trigo que faz o nosso pão de cada dia, do gás e do petróleo que aquecem as nossas casas ou movem os nossos veículos e dos presentes que vamos trocar e desfrutar com a família e amigos durante esta época festiva.

Na IMO, estamos cada vez mais conscientes do importante papel que desempenham em nos ajudar a realizar um transporte seguro e eficiente em oceanos limpos – os objetivos que nós, como agência especializada das Nações Unidas encarregada da regulação do transporte marítimo internacional e membro da comunidade marítima global, impusemos a nós mesmo. E assim, vamos celebrar o tema do próximo Dia Mundial Marítimo com muito orgulho pela sua contribuição para os nossos objetivos, para a realização de mais de 90% do comércio do mundo, e para o desenvolvimento humano sustentável.

Ao fazer isso, nós também buscamos assegurar-lhe, a vocês que estão na área operacional da indústria, que nós, os responsáveis pelo regime regulatório internacional de regulação e que de terra servimos ao transporte marítimo, verdadeiramente entendemos as fortes pressões que enfrentam e que, destarte, abordamos nossas próprias tarefas com uma genuína simpatia pelo trabalho que vocês realizam.

Ao mesmo tempo, procuraremos dar maior impulso para a campanha “Go to Sea!”, lançada em novembro de 2008 para atrair novos interessados para o setor marítimo e, em particular, para incentivar os jovens a seguir os seus passos e se tornarem os marítimos de amanhã. Lançamos essa campanha em parceria com a Organização Internacional do Trabalho, a “Mesa Redonda” das organizações dos transportes marítimos (International Chamber of Shipping, International Shipping Federation, BIMCO, International Association of Independent Tanker Owners and International Association of Dry Cargo Shipowners) e da Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes, os quais se juntarão a nós na celebração do Ano do Marítimo. 

Por derradeiro, mas da maior importância: queremos transmitir-lhes uma mensagem clara de que a comunidade marítima inteira os entende e cuidam de vocês – como foi mostrado pelos esforços que fazemos para garantir que sejam tratados equitativamente quando os navios em que servem se envolvem em acidentes; sejam amparados quando são abandonados nos portos; não tenham recusada a licença para baixar terra por razões de segurança; estejam protegidos quando o trabalho os leva a áreas infestadas por pirataria; e não fiquem sem ajuda quando em perigo no mar. 

1,5 milhão de pessoas a servir as necessidades diárias de mais de 6,5 bilhões de cidadãos do mundo! É um fato que passa despercebido ou é tomado como corriqueiro pela maioria, mas que deve ser anunciado em alto e bom som. E porque os marítimos de todo o mundo merecem o nosso respeito, reconhecimento e gratidão que, durante 2010, nós da IMO nos decidimos a assegurar que o mundo tome realmente conhecimento do seu papel, da sua contribuição excepcional e da dívida especial que temos tidos com vocês. Agradecemos por tudo isso! 

 

Anúncios

Tags:, , , ,

About Alexandre da Rocha

Nasci carioca, nasci guanabarino. Desconfio que nasci marinho. Cheguei a deixar do mar, sim... Mas cadê que o mar deixou de mim? Vim morar

2 responses to “2010: Ano do Marítimo”

  1. Alberto says :

    Engana – se meu caro . Esta profissão é desconhecida porque ainda hoje são vistos como ” párias “. Recordo – lhe uma velha frase ” há gente para tudo até para andar no mar “.
    Obrigado pela tradução para português
    Bom ano de 2010

    • Alexandre Gonçalves da Rocha says :

      Alberto,

      De fato, há o estereótipo desfavorável contra o marítimo. E este preconceito precisa ser combatido levando-se ao público o conhecimento necessário para que ele possa apreciar com mais justiça o trabalho da “legião do mar”.

      Ainda falaremos muito sobre o transporte marítimo e sobre o elemento humano em nossos posts, pode confiar nisto.

      Obrigado e felicidades!

%d blogueiros gostam disto: